Tag Archives: palestra

Evento: Redes Tecnológicas, Espaços de Interação e Identidade

18 Oct

Amanhã inicia o evento “Redes Tecnológicas, Espaços de Interação e Identidade” na Unisinos de POA. O evento conta com a participação do professor  Dr. Jacques Steyn (diretor da School of Information Technology Monash University da África do Sul) abordando o tema “Small solution for big problems: connecting the world”.

Além de ser promovido em conjunto por dois PPGs de Comunicação (da Unisinos e da UFRGS), o evento reúne três grupos de pesquisa: “Mídias Digitais e Design de Interação“, “Mídia, Cultura e Cidadania” e “Interação Mediada por Computador“. Ao lado está o cartaz com a programação. 🙂

Neste evento, apresentarei algumas reflexões desenvolvidas na minha pesquisa de mestrado em 2009. Abordo questões associadas à compreensão das dinâmicas e significações sociais da construção do espaço, do lugar e do território no ciberespaço. Eu apresentarei em uma mesa redonda junto com as colegas e amigas Gabriela Zago e Daiani Barth. Para quem interessas, vale conferir.

Para quem tiver interesse em aprofundar ou entender um pouco mais as minhas reflexões sobre o espaço virtual, deixo a minha dissertação AQUI (a qual desenvolvi sob orientação da Suely Fragoso).
Aproveito para já deixar disponível a minha palestra no formato “slide”.

Palestra sobre as dinâmicas dos Social Games

6 Dec

Novamente estive em Caxias do Sul, mas desta vez foi na UCS. Apresentei uma palestra intitulada “Social Games e suas dinâmicas no âmbito da Cibercultura” para os alunos do curso de Tecnologias Digitais.

Foquei os processos comunicacionais, práticas sociais, valores sociais, identidades e algumas dinâmicas de competição e cooperação. Foi muito legal. A turma super interessada, boas perguntas e uma noite longa e produtiva discutindo as dinâmicas destes jogos sociais. 🙂 Voltei bem satisfeita e com um monte de ideias para a tese e novas pesquisas.

Deixo para quem quiser ver uma parte da palestra em slides (algumas partes tive que retirar pois são resultados de algumas pesquisas que estou desenvolvendo e que ainda não publiquei. Porém, em breve prometo colocar disponível na íntegra aqui no blog).

Identidade do Consumidor nos Ambientes Virtuais e Presenciais

12 Nov

Recentemente estive em Caxias do Sul dando uma palestra sobre “IDENTIDADE DO CONSUMIDOR NOS AMBIENTES VIRTUAIS E PRESENCIAIS” para os alunos do Design da Faculdade América Latina. O assunto girava em torno de como essa identidade é construída com a presença das tecnologias da informação e da comunicação e como ela pode ser visualizada a partir dos vários “rastros” que os sujeitos deixam no universo virtual. Assim, tracei paralelos com o mundo concreto, mostrando o que mudou e o que permanece igual (porém potencializado) com estas transformações da Era Digital nas múltiplas facetas identitárias das pessoas.

Made in Unisinos

13 Mar

O lugar é lindo! Realmente, em termos de estrutura, não tenho absolutamente nada para reclamar (principalmente tendo como padrão as universidades federais por onde passei). 🙂 Cada dia que passa parece que estou absorvendo quilos de informações colaboradoras para o meu conhecimento. Parece que o ar que eu estou respirando já vem superlotado de informações “quentinhas” de tudo o que estou pesquisando. Já sobre a parte docente, ainda não tive contato, mas acredito que deva ser semelhante. 🙂

Ontem tivemos uma palestra com o Dr. Norval Baitello, professor da PUC de São Paulo. Sério, muuuuito boa. Sem palavras. Ele falou da teoria da imagem e da teorida da mídia, traçando um histórico divertido e super interessante de como estes processos estão interligados e como se deu a sua evolução ao longo da história da comunicação.

O professor Baitello contou a história de grandes nomes na área da comunicação e da filosofia como Aby Warburg, Harry Pross, Vilém Flusser, Dietmar Kamper e Hans Belting, apresentando o quanto do conhecimento deixado por estes grandes autores contribuiu e permanece contribuindo para novas pesquisas que ainda são desconhecidas (ou deixadas de lado por não conhecermos a sua importância real) dentro da comunicação.

O professor da PUC falou bastante da mídia primária (a mídia que provém do corpo, que veio bem antes da introdução da máquina e que necessitava, acima de tudo, de uma proximidade ou distância limitada para estabelecer algum tipo de comunicação). Ele enfatizou bem a importância desse tipo de mídia, apresentando um histórico do quanto ela foi “esquecida” por nós (comunicadores) e tomada por outras áreas do conhecimento (como a antropologia, a sociologia e, até mesmo, a biologia).

Ele relata o mundo das “nulodimensões” (visão de Flusser), que se caracteriza pela escala da abstração, ou seja, quando passamos a não valorizar mais o material, mas sim a informação (que é o que está acontecendo hoje). Cada vez mais, nós nos tornamos um pontinho informativo dentro do gigantesco ciberespaço (por exemplo). 🙂 Bem divertido!

Depois, o professor Baitello falou da “doença social” apresentada por Kamper, coisa que nós, jornalistas, estamos craque de saber. É a famosa super-estimulação de um dos nossos sentidos (como a visão) e, conseqüentemente, a atrofiação dos outros pelo seu não-uso. Ele possibilitou uma boa reflexão sobre este tema.

Por fim, outro ponto legal de comentar aqui, é a clara distinção que Baitello faz entre o suporte e a imagem. Ele possui a mesma idéia de Belting de que o suporte é apenas a máquina, ou seja, o objeto que reproduz a imagem por meio de processos pré-establecidos anteriormente (pelas tecnologias). Esta (a imagem), por sua vez, é a mídia. Ela é quem leva a informação, quem comunica, mesmo sendo a revelação de uma “presença dentro de uma ausência”. 🙂 Super filosófico e muito contribuidor.

Deixando de lado a palestra, sobre a minha estada na Unisinos, só tenho a dizer que, apesar de eu não conhecer ninguém daqui (a não ser a professora Suely) e não ter aberto a minha boca ontem, estou gostando bastante.

Ok, vou lá comer panquecas (eu já disse que as panquecas daqui são ma-ra-vi-lho-sas?). 🙂