DEFININDO OS SOCIAL GAMES

17 Oct

Com a função da tese, andei pensando sobre o que seriam exatamente os Social Games (SG).

Apesar da minha formação não se centrar em games especificamente, faz três anos que minhas pesquisas são suportadas pelas interações que ocorrem nestes lugares virtuais. Chegando na fase em que estou (quase um ano de doutorado), vejo a necessidade de ir definindo o meu objeto. Nesse caso, temos os SOCIAL GAMES especificamente do site de redes sociais FACEBOOK.

Em um primeiro momento, penso que os SG poderiam ser uma modalidade de jogos que são desenvolvidos em redes sociais. Significa que estes jogos ocorrem entre os “amigos” (ou seja, entre e com as pessoas que fazem parte de uma mesma rede). Obviamente, eles possuem regras previamente controladas pelo aplicativo e envolvem atividades recreativas (compreendo isso como características comuns dos jogos).

Os SG vão se caracterizar por serem jogos casuais por terem regras relativamente simples e um tempo de dedicação limitado (em comparação com os outros games), o que sugere que o jogo seja desenvolvido em turnos. Eles ainda se caracterizam pela construção de um personagem que, normalmente, vai coincidir com a temática proposta pelo game (essa característica liga os SG aos jogos de RPG, pois, de certa forma, os SG também serão jogos que vão exigir a interpretação de personagens a partir de uma narrativa).

Além disso, por serem desenvolvidos em redes sociais, os SG vão se caracterizar por utilizar informações dos atores sociais que jogam o game. Significa que há um sistema que é acionado pelo usuário no momento em que ele “aceita” os termos de compromisso do jogo, fazendo com que o aplicativo recolha informações do perfil e das relações sociais dos jogadores. Esta técnica dos SG é o que permite outra característica importante (a meu ver) destes jogos: a publicação de informações referentes ao jogo para a rede social do usuário. Normalmente estas informações são difundidas em mensagens “prontas” do aplicativo que ajudam aos jogadores a evoluírem no SG.

De certa forma, creio que estas informações ajudam a enfatizar outra característica dos SG: a competição e a cooperação. A competição é estimulada também através do mecanismo de visualização da posição que casa jogador ocupa no game (por meio de rankings) disponível a todos os jogadores de uma mesma rede social. Já a cooperação também é estimulada nos SG, que fica expressamente visível pela solicitação e envio de gifts aos “amigos” e jogadores de um mesmo SG.

Assim, em uma análise bastante preliminar, eu vejo os SG como:

– Modalidades de jogos desenvolvidos em redes sociais;

– Possuidores de regras limitadas a um ambiente particular;

– Atividade recreativa;

– São  jogos casuais (exigem tempo de dedicação limitado e regras relativamente simples);

– Exigem a construção de um “personagem”;

– Possuem temáticas particulares;

– Utilizam informações e relações sociais dos atores da rede que jogam;

–  Permitem a publicações em feeds de notícias (difundem informações do jogo pela rede);

– Estimulam a competição (presença de rankings);

– Estimula a cooperação (envio de gifts).

Tags: ,

No comments yet

Leave a Reply

Powered by WP Hashcash